ELE - FORAM ANOS DE MUITO TORMENTO.


Nasci em um lar destruído, cheio de enganos, orgulho e vaidade. Desde os primeiros anos de vida, começou o que seria para mim um verdadeiro pesadelo. Eu era ainda pequeno, quando comecei a ter problemas com audição de vozes. Com o passar dos anos, aprendi a conviver com elas, até que passei a ver os espíritos que falavam comigo. Com nove anos já me embriagava, fumava e sentia um desejo enorme de estar com mulheres. Quando jovem, estava sempre envolvido na prostituição, bebia e já consumia drogas. Estudei sobre misticismo, psicologia e espiritualidade. Percebi que tinha um dom incrível de influenciar e enganar as pessoas, e passei a tirar proveito disso. Em uma ocasião apliquei um golpe de estelionato e fui descoberto, por conta disso, decidi sair do Brasil.
Mudei-me para o Japão e lá comecei a trabalhar, queria mudar de vida. Tomei a decisão de parar de beber, fumar ou usar drogas. Me aprofundei no espiritismo, quiromancia, parapsicologia e telepatia. Pensei que finalmente seria feliz e que um dia voltaria para minha família. Tudo ficou calmo por um tempo, mas depois de alguns anos, os ataques dos espíritos recomeçaram só que com maior frequência e cada vez mais fortes.
Foram anos de muito tormento. As portas abriam e fechavam, as luzes acendiam e apagavam, eles caminhavam pela casa, etc. Comecei a enlouquecer. Na época, uma das garotas com quem eu me relacionava engravidou e, por decisão dela, fizemos um aborto. Depois disso, passei a ter visões da criança deformada constantemente. Tocava o telefone e, quando eu atendia, ouvia a voz de um bebê chorando. Eu desafiava, pedia para que eles se materializassem para que eu pudesse me defender. Daí, eles começaram a tocar no meu corpo. Me prendiam e eu tentava, com todas as minhas forças, me defender, mas a força deles era algo incrível. Sei que é difícil acreditar, mas, muitas vezes, os espíritos me levavam para dentro do inferno. Lá eu via pessoas em uma situação que eu jamais vou esquecer. Eu sentia até mesmo o calor que quase me queimava. Nesses momentos, via meu corpo como se estivesse morto e eu no ar suspenso. Isso me aconteceu durante anos, então eu pedia a Deus que me ajudasse e que me deixasse regressar. Quando eu gritava, com todas as minhas forças, a palavra “Deus”, então eles desapareciam por algum tempo.
Não me lembro de alguém ter falado de Deus ou da Bíblia para mim, mas já tinha tudo deturpado na minha cabeça. Estudei ufologia e lá também se usa a Bíblia. No meio de todo esse tormento, retornei ao Brasil e foi o fundo de poço: tristezas, derrotas, fracassos e muita humilhação. Fui parar na casa dos encostos. Lá o espírito me fez a seguinte pergunta: “O que você está procurando? Você veio de longe, o que quer aqui?” Eu respondi: “Estou em busca da verdade!” Ele não teve nenhuma resposta para me dar, exceto de que eu tinha que receber um guia. Disse-me para voltar depois de alguns dias e pensar a respeito do tal guia que eu tinha que receber.
Escutei uma pessoa dizer que existia um lugar na cidade onde havia alguns pastores que expulsavam o mal. Saí andando pelas ruas, não sei por quanto tempo, até que cheguei na porta do lugar. Não conseguia enxergar o nome, mas uma voz dentro de mim dizia que era ali. Uma voz dizia: “Entra!”, e outra dizia: “Não entra!”. Decidi entrar e, no mesmo momento, senti um alívio indescritível. Era a igreja Universal. Naquela mesma noite, quando retornei para casa, via os espíritos e uma fogueira no fundo da casa, eles estavam muito irritados comigo. Então, eu me lembrei da canção que eu ouvi lá e comecei a cantá-la. Depois de muito tempo passei a me sentir bem. Então, voltei àquele lugar no dia seguinte.
O lugar estava entupido de gente. O pastor começou a cantar e falar, então, já não escutei mais nada. O suor escorria do meu corpo como água e uma vontade de fechar os olhos e me apagar, mas o que estava acontecendo ali eu tinha que ver até o fim. Eu me segurava na poltrona da frente com toda força para não cair, até que chegou um silêncio e pude ouvir ordens dadas a nomes que eu conhecia muito bem, e as ordens eram em o Nome do Senhor Jesus. Só aí entendi de que lado eu estava, quem era Deus e quem eram os vilões. Caiu a venda dos meus olhos. Comecei a ter vontade de viver e acreditar que poderia ser feliz. Queria falar de Jesus para todos que eu conhecia e que viveram comigo.
Voltei para o Japão, e queria falar para todos de Jesus. Mas, infelizmente, eu também queria saber mais que o pastor. Li a Bíblia várias vezes. Não tinha mais vícios, mas ainda mentia. Não conseguia vencer minha carne. Estava sempre caindo no erro da prostituição e promiscuidade, a ponto de me deitar com uma pessoa e o diabo falar através dela comigo. Chorava e pedia perdão a Deus, mas não durava muito até que não tive mais forças para ir à Igreja.
Sem direção, mudei-me para os Estados Unidos. No primeiro dia já recebi um convite da Igreja, mas pensava que Deus nunca iria me perdoar por tudo o que havia feito. Quando via alguém sofrendo, levava a pessoa à Igreja, porém não entrava. Mas um dia tive forças e decidi voltar. Recomeçava assim meu processo de libertação, na época eu vivia com uma pessoa e estava com os preparativos para casar. Um dia acordei decidido a fazer um voto com Deus, cheguei à Igreja e fui sincero no meu voto, foi meu último recurso, me lembro que eu disse para Deus: “Não posso mais ser a mesma pessoa; quero mudar! Se o Senhor me perdoar e me aceitar, ainda que seja para limpar o banheiro da Igreja e fazer com que as pessoas que eu prejudiquei me perdoem, entrego a Ti minha vida e prometo Te servir”. Na mesma hora, tive a certeza de que os demônios que estavam em meu corpo saíram e o Espírito Santo habitava ali. A pessoa com quem eu vivia não aceitou minha transformação, por isso o casamento foi cancelado e eu fiquei só.
Todas as vezes que meu corpo pedia algo, eu me lembrava do voto. Passei pelo deserto e enfrentei muitas lutas. A cada dia foram acontecendo milagres. Decidi esperar que Deus consertasse a minha vida. Não demorou muito, como as outras respostas de Deus, e logo eu encontrei aquela que seria minha esposa e companheira nesta nova fase da minha vida, como eu havia pedido a Deus que não fosse a minha escolha, mas a escolha dEle para mim. No dia em que eu a vi pela primeira vez, eu tive a certeza no primeiro olhar, no primeiro diálogo. Nasceu um amor capaz de nos unir para sempre. Hoje, sou casado e feliz com a melhor esposa e a mais bela entre todas. Não preciso me envolver com outras mulheres e sei o que é ter a verdadeira felicidade.
Fonte: Blog do bispo Macedo

By Sede Vila Sônia with No comments

0 comentários :

    • Popular
    • Categories
    • Archives