QUEM CRÊ?


A crença em Deus tem sido tão vulgar, tão ordinária quanto à crença nos deuses deste mundo.
Razão pela qual quase todos creem em Deus.
Mas, em que Deus?
O Deus desconhecido.
O mesmo se dá com a maioria cristã.
A maioria evangélica crê em Jesus de boca.
E que benefício recebe por isso? Nenhum, zero.
Por quê?
Porque creem em Jesus, ou em Deus, da mesma forma como os demônios.
Estes também creem em Jesus e Deus. Tiago 2.19
Nem por isso deixam de ser demônios e fazer o que é mau.
A maioria "cristã" mantém suas práticas pecaminosas como os demônios.
Embora seja crente assíduo na igreja, jejua, ora, lê a Bíblia, mas também adultera, se prostitui, mente, semeia contendas entre os da fé, etc, etc, etc.
O que adianta esse tipo de crença?
Os benefícios que tem recebido com essa crença são iguais aos dos demônios: nenhum, zero.
O fato é: se crê ou não nesse tipo de crença, não faz nenhuma diferença.
Como se procede a verdadeira crença em Deus?
Como ela se distingue das demais?
Qual a diferença da crença que faz a diferença?
Diferença do que crê daquele que pensa que crê?
Por conta de sua crença, Noé obedeceu à Palavra de Deus.
O que lhe valeu a salvação e de toda sua família do dilúvio.
Também a crença de Abraão o levou a obedecer a Deus.
Resultado: foi abençoado em todos os sentidos,
Morreu em ditosa velhice: 175 anos.
A verdadeira crença é compromissada com atitude de obediência.
Crê quem obedece. Obedece quem crê.
O resto é conversa...
Fonte: blog do bispo Macedo

By Sede Vila Sônia with

    • Popular
    • Categories
    • Archives