HISTÓRIA DE UM MÚSICO COMO VOCÊ NUNCA VIU.

Eu sou o Gibi. Sou músico e empresário. Eu sou a Universal.
"Mas eu sempre acreditei que quem busca alguma coisa, encontra..."

Alcançar sucesso é o sonho da maioria das pessoas. A realização não é tão difícil como parece, mas, manter tal conquista, aí
sim
, não é tarefa fácil. Esta é a conclusão de alguém que já viveu os dois lados, e que hoje compreende que o maior sucesso alcançado é aquele que vem de dentro para fora, a alegria interior e verdadeira, que não passa, mesmo em meio a lutas.

Gibi_interna4
José Delfino Rodrigues da Costa, 61, o Gibi, ficou conhecido em todo o Brasil e outros países por ter sido integrante do grupo Originais do Samba. Uma oportunidade que surgiu para substituir o Mussum, graças ao seu talento. O sucesso foi imediato. Programas de rádio e TV, muitas gravações, shows, eram rotinas comuns na vida desse artista. Porém o sorriso marcante nas apresentações escondia a verdade não revelada. Não faltava dinheiro, relacionamentos, viagens e amigos, mas intimamente ele se sentia infeliz.
Além das câmeras
“Faltava alguma coisa dentro de mim. Na época, eu não sabia o que era”.
E essa falta de resposta o levou ao desespero ainda maior, resultando em três tentativas de suicídio. Entretanto, quem assistia suas apresentações não tinha dúvidas da sua alegria e nem podia imaginar que um dos seus maiores problemas era na vida sentimental. Gibi teve 5 casamentos, todos frustrados.
Um original da música
A música sempre foi parte de sua vida, tanto que ele costuma afirmar que ao nascer, não chorou… cantou. Coisa de DNA, literalmente! O pai foi regente da Banda da Polícia Militar, compositor e maestro. Aos 4 anos Gibi já participava de diversas apresentações, sendo premiado por todas elas com troféus, medalhas e prêmios em dinheiro. Também participava de muitos programas de TV com jurados, sempre ficando em primeiro lugar. Com o tempo, passou a se apresentar em casas noturnas até ser convidado à fazer parte dos Originais.
Para Gibi essa foi uma experiência inesquecível, que intitula como “escola”! Nesta ocasião aprendeu a ser um profissional de verdade, a lidar com o público. O sucesso ultrapassou barreiras, chegando à Portugal, França, Italia, Japão e muitos outros países. Para uma maioria, motivos de sobra de comemoração e felicidade, que ele não conseguia desfrutar.
O grande sonho
O homem que teve uma infância simples e sonhava em ajudar a mãe não pôde ver seu sonho se realizar. Ela morreu quando Gibi tinha apenas 17 anos. O cuidado com a família ficou à cargo do pai, que precisou seguir sozinho na educação dos filhos, vindo a falecer aos 111 anos. Porém ele se alegra em afirmar, “sou de origem humilde, mas em minha casa nunca faltou a alimentação e o respeito”.
Depois de alguns anos de sucesso, a fase dos Originais do Samba passou, proporcionando muita saudade e um imenso carinho que nunca deixou de existir. O que não passava era aquela angústia inexplicável, que já o afetava mesmo nos melhores momentos da carreira naquela ocasião.
“Mas eu sempre acreditei que quem busca alguma coisa, encontra. Então não parei de procurar solução para minha vida. Eu ficava me perguntando: meu Deus, porque sou consumido por esse vazio, por essa dor que não passa? Eu acreditava que em algum momento iria encontrar o caminho certo”.
Foi justamente aí que Gibi foi convidado à participar de uma reunião na Universal. O preconceito era forte, mas não maior que a vontade de se livrar do sofrimento interior. E ele alcançou resposta! Teve sua vida refeita, não da noite para o dia. Por meio do uso da fé, da entrega total, do encontro com Deus.
Vida consolidada
Gibi_interna1
E como está sua carreira hoje? De vento em popa! Continua fazendo sucesso com a música… a arte que o move. São diversas apresentações como cantor e os muitos compromissos como empresário.
Gibi_interna2
O sonho em ter uma família feliz também se concretizou. É ao lado da esposa, Cida, que ele se sente ainda mais seguro e realizado . O hobby do casal é manter o contato com a natureza, fazendo caminhadas ou passeios de bike. Mas em casa é com o cãozinho de estimação, Halfe, que eles fazem a festa. Para ele “família significa harmonia, união, fidelidade. Presente para cada pessoa”. E o talento? “Dom de Deus”.
Gibi_interna3
Ele é a Universal
Gibi é a prova real de que estabelecer o sucesso é possível.

By Sede Vila Sônia with No comments

0 comentários :

    • Popular
    • Categories
    • Archives