ESCONDERIJO DO ALTÍSSIMO

“O que habita no esconderijo do Altíssimo e descansa à sombra do Onipotente diz ao Senhor: Meu refúgio e meu baluarte, Deus meu, em Quem confio.” Salmo 91.1-2
Diante de tantas tragédias, da violência, da mortandade assolando a humanidade ao meio dia, “do amor de quase todos se esfriando”, da insegurança, do medo, do desespero e da sensação de impotência patente no rosto das pessoas, a pergunta que não quer se calar é: como se proteger das investidas do mal?
Só existe um lugar capaz de nos proteger, onde podemos nos sentir seguros: o "esconderijo do Altíssimo, na sombra do Onipotente". Lá estamos cercados pela Santíssima Trindade – Pai, Filho e Espírito Santo. Que mal poderá nos suceder? Nem o inferno inteiro pode nos tocar, só se ele conseguir passar por cima dos cadáveres desses três Guardas fiéis.
Só existe uma maneira de uma pessoa ser atingida pelo diabo numa situação dessas: é quando ele a atrai para fora do esconderijo. O diabo não pode vencer Deus, mas pode explorar a fraqueza humana, como se faz com uma criança cuja mamãe quer tirar foto. Ela mexe o chocalho atrás da máquina para atrair a atenção do neném.
Com os moradores do esconderijo do Altíssimo, o diabo faz o mesmo: balança o chocalho que se chama sexo, carência sentimental, corrupção para alcançar lucros financeiros, colorido do mundo, atrativos impuros da internet, etc.
Foi assim que ele fez com Adão e Eva: sacudiu o chocalho atraindo a atenção deles para o fruto da árvore, que era um tipo de "dízimo", pertencente ao Senhor. Adão e Eva moravam no esconderijo do Altíssimo, e o diabo não podia tocá-los, mas podia sugerir. Eles, atraídos pela sugestão satânica, desobedeceram a Deus.
Quando olhamos para trás, vemos milhões de corpos estendidos pelo deserto: ex-membros, ex-obreiros, ex-pastores e ex-bispos que um dia habitaram na "sombra do Onipotente", e hoje se encontram mortos espiritualmente, somente esperando a hora de serem recolhidos para o reino das trevas – se não se arrependerem sinceramente.
É momento de refletirmos e investirmos cada vez mais em nossa comunhão com Deus, para desenvolvermos a nossa salvação com “temor e tremor”. Filipenses 2.12
Deus os abençoe.
Fonte: Blog do bispo Macedo

By Sede Vila Sônia with No comments

0 comentários :

    • Popular
    • Categories
    • Archives